Alexandre Garcia segue o estilo de Rohmer na precisão seca do corte. Testemunha a matéria-prima do cineasta dos afetos e das sensações, dos gestos no mundo, em seu modo prosaico de fazer cena e reivindicar moral. Para Rohmer, vale mais o suspiro que a ilação, o inefável que o postulado – e assim atravessa a forma dura do mundo. As grandes emoções não se deixam levar, nem as grandes frases empoladas – os momentos cruciais não têm circunstância. O traço do moralismo como lição de afetos transpira com fôlego de juventude nos Contos morais, em toda intensidade e delicadeza. Garcia sabe captar este movimento e acerta na mosca do olhar rohmeriano. Pois Rohmer é o poeta do prosaico e das pequenas emoções que se expressam em micro movimentos, das superfícies do mundo, dos traços sutis na expressão, das paisagens e cenografias delicadamente construídas.

- Fernão Pessoa Ramos

Contos morais e o cinema de Éric Rohmer

R$30,00Preço
  • Autor

    Alexandre Rafael Garcia

  • ISBN

    9788560499991

0
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

©2016 por Mateus Trevisan